Já pensou em melhorar seu trabalho artístico num determinado período de tempo? Será que estudos baseados nas obrars de Grandes Mestres e artistas pode ajudar nesse processo? Nesta matéria, trouxe um texto onde o artista Noah Bradley propõe essa prática. Vamos conhecer um pouco mais sobre ele e sobre esse processo.

Noah Bradley é um ilustrador, mais conhecido por seus trabalhos para o cardgame Magic: The Gathering. Além do seu trabalho fantástico, ele também é conhecido por defender algumas teorias do tipo “Não faça Art Schools” (no caso se referindo ao abusivo preço das faculdades de artes americanas) entre outros textos interessantes.

noah-bradleyIlustração de Noah Bradley

Um deles que vamos discutir hoje, é um post chamado “21 dias para se tornar um artista melhor” (link) onde descreve uma série de hábitos para que, num curto espaço de tempo, todos possamos nos desenvolver melhor como artistas.

A questão é: será possível algo assim acontecer em tão pouco tempo? Qual milagre é esse? A ciência consegue provar ou teremos que apelar para a Cientologia?! Vem comigo e vamos embarcar nessa viagem mágica e desvendar os mistérios do….… enfim, chega de enrolação e bora lá.

Noah Bradley já começa seu texto com os dois pés:

“Deixe-me tirar isso do caminho, para calar a boca dos talentosos de plantão insuportáveis da internet: arte é uma habilidade. Se você pode aprender a programar ou aprender a ler, provavelmente você pode aprender a ser decente em arte.

E se você já está a meio caminho do decente, você pode ser melhor. Este artigo é sobre as duas coisas. Tudo o que precisamos é de 21 dias. Você provavelmente tem um pouco de papel, lápis e canetas ao seu redor, então você já tem os materiais necessários.”

Belo punch de direita (digo, de esquerda…..ou melhor, belo punch apartidário……..)

É fato que o mundo das artes traz uma aura quase mística, parecendo que todos receberam dons divinos e poderes além da imaginação pra fazer tão belas obras. Alguns podem até ter alguma aptidão nata ou inerente, mas o fato é que o famoso hardwork (trabalho duro) ou prática constante é via de regra para que um artista se desenvolva. E nisso entra outra questão: o quantos estamos dispostos a sacrificar de nossas vidas cotidianas para que essa evolução aconteça?

Continuemos seguindo Mr. Noah:

“Eu sou muito ruim em praticar.
A decisão consciente de praticar tende a significar que eu não farei isso de maneira alguma. Mas desde que eu quero ficar melhor, eu preciso encontrar maneiras de enganar-me, em estudar o meu ofício. Navegar pelo reddit (ou facebook) durante horas por dia não tem, de fato, me tornado um artista melhor (oh, como eu tentei).”

Infelizmente, navegar na internet (e rodar o feed do facebook) o dia todo não nos melhora como artista (uma pena).”

Junto com o texto acima ele cita algumas coisas bem legais que podem facilitar nosso caminho para ser um artista melhor: Tim Ferris (ferrenho defensor de métodos alternativos de vida, estudos, etc), o livro O Poder do Hábito e uma conversa no TEDx de Josh Kaufman.

livros-hábito-tim-ferriss-kaufman

O contato que tive com livros de Tim Ferris foi devastador. Sério! Depois de ler “Trabalhe 4 horas por semana e fique rico” minha vida mudou, literalmente. Sério mesmo galera! Por mais que o nome do livro seja o extremo marketing, ele simplesmente questiona se a vida que você leva tem que ser assim ou se é possível pensar fora da caixa e mudar as coisas. Depois de ler esse livro, que foi uma espécie de abertura da caixa de Pandora, eu simplesmente decidi largar de emprego e mudar de cidade com minha família. Mesmo sendo pai de dois filhos e tendo essa responsabilidade nos ombros. Então, cuidado!! Esse tipo de literatura geralmente desperta ações e sentimentos que às vezes não tem mais volta…

O livro O Poder do Hábito do Charles Duhigg também é muito interessante pois mostra como somos formados por uma série de hábitos (na maioria das vezes não tão bons) e que, seguindo algumas etapas, podem ser mudados. O fato do Noah citar 21 dias é que segundo estudos este é geralmente o tempo em que um hábito novo se forma, ou mudamos um hábito velho.

E sobre o vídeo citado de Josh Kaufman no TEDx, o palestrante fala sobre uma teoria que ele entitulou de “As primeiras 20 horas”, onde ele disserta que para aprendermos a fazer qualquer coisa, precisamos de 20 horas dedicadas para aquela determinada tarefa. Isso se opõe a uma outra conhecida teoria das 10 mil horas. Já ouviu falar? É uma teoria que diz que pra dominar qualquer habilidade, precisamos de 10 mil horas de dedicação. Isso daria 8 horas por dia, durante 5 anos de trabalho e dedicação. Teorias bem opostas, certo? Mas segundo Josh, a teoria das 10 mil horas foi um pouco deturpada do conceito original que dizia que essa quantidade de tempo é para se alcançar uma excelência naquela tarefa a qual nos dedicamos, como um esportista de alto desempenho, ou um campeão de xadrez. Mas por exemplo, se você quiser aprender a tocar violão pra brincar na festa de final de ano da firma, segundo o palestrante, 20 horas de dedicação já seria suficiente. Mas existem alguns passo para isso dentro dessa teoria, que fica pra um próximo post.

Voltando ao Noah, então ele vem com a frase de um milhão de dólares:

O QUE VOCÊ IRÁ FAZER DURANTE 21 DIAS: A RESPOSTA MÁGICA PARA A GRANDE QUESTÃO “COMO SE TORNAR UM ARTISTA”

noah-bradleyIlustração de Noah Bradley

Agora sim, estamos progredindo nessa leitura. O texto a seguir é uma tradução do original, com pitacos de minha pessoa. Mas a essência é a mesma. 😉

Então, qual é o plano? Você vai praticar arte! Não, sério, você irá praticar. Mas é claro que tem mais que isso. Você irá fazer isso 1 hora por dia, durante 21 dias seguidos, com finais de semana e feriados incluso. Sem descanso ou paradas. Todo dia. Sem ficar doente. Sem desculpas. Sem burlar a regra. E também não é qualquer tipo de prática: essa hora é para a prática de arte e apenas arte. Essa hora não é pra você rabiscar num pedaço de papel e chamar de prática. Porque isso não é prática.

Você irá tentar fazer isso e você irá falhar. Você provavelmente fará durante alguns dias, se você for disciplinado. Uma semana se você for louco. Mas se você quiser seguir firme e forte durante as três semanas, você precisará enganar a você mesmo.

É HORA DE CRIAR UM HÁBITO

Hábitos são estúpidos e maravilhosos. Eles são antipáticos porque nós geralmente temos muitos maus-hábitos e eles são incríveis, porque nós não temos que descobrir exatamente como queremos escovar os dentes todos os dias.

Charles Duhigg de O Poder do Hábito sugere que os hábitos são incrivelmente simples de entender. Há apenas três etapas. Deixa (ou Isca), Rotina, Recompensa.

Então, vamos preencher os espaços vazios. Obviamente, nossa Rotina vai ser praticar arte (iremos ver como praticar já já).

Nossa Deixa realmente depende… de você. Pode ser a primeira coisa que você faz ao acordar, quando você toma sua primeira xícara de café, quando você escuta um certo álbum, quando você senta na sua mesa de trabalho.

Vamos dizer isso pela última vez: todo dia, você vai sentar na sua cadeira e seus materiais de estudos estarão esperando por você. Seu papel estará limpo, seu lápis afiado, suas referências preparadas. Você armou a sua Deixa para praticar.

E por último: Recompensa! Isto é divertido. Ache um jeito de engatar sua dopamina e tenha momentos divertidos. Eu (Noah) pessoalmente gosto de compartilhar o que estou fazendo, mesmo que seja um estudo rápido. Provavelmente é a mesma razão de, quando somos crianças, irmos mostrar para nossos pais o que acabamos de desenhar. A internet é o novo mural para postar sua arte.

Por um tempo eu (Noah) ficava fazendo meus estudos quando então eu começava a sentir fome pela manhã. O café da manhã era minha Recompensa, a fome era minha Deixa.

noah-bradleyDesenho e Sketchbook de Noah Bradley

É ASSIM QUE VOCÊ PRATICA ARTE

Vamos desconstruir arte para você. Levando a regra 80/20 para a arte (pra quem não conhece, é uma teoria que diz que conseguimos chegar em 80% do resultado desejado com 20% de dedicaçãoisso não significa que vamos evoluir nosso trabalho só com 20% de dedicação, mas por exemplo, se eu dedicar 20% do meu dia pra estudar, vou começar a ter um resultado muito maior do que estudar esporadicamente… não levem tão ao pé da letra assim, ok?), a coisa mais importante que você pode aprender é ter habilidade de olhar para algo e recriar no papel. Está é a primeira e mais importante habilidade que você deve aprender em arte. Isso pode levar anos e anos para dominar, mas você pode pegar o básico bem rápido. Aqui está um vídeo que ensina bastante desses fundamentos de desenho.

Aviso: este e o próximo vídeo é feito inteiramente no Photoshop. Mas essas lições não exigem ferramentas caras ou estar familiar com programas caros e cheios de frescuras. Esses exercícios podem ser exatamente feitos com papel e lápis. Além disso, provavelmente é bem melhor fazer desse jeito).

Se você é mais voltado a livros e nunca desenhou antes em sua vida, Desenhando com o Lado Direito tem alguns ótimos exercícios. A ciência aplicada nele é questionável, porém os exercícios são ótimos.

Legal? Parece bem simples, certo? Olhar para algo, desenhar algumas linhas guias, medir áreas, comparar detalhes? Parabéns, você é um artista! Se você dedicar os próximos 21 dias trabalhando apenas nisso, eu (Noah) prometo que você se tornará um artista melhor.

Quer ir além? Bom, o próximo grande exercício para artistas é roubar! (no bom sentido, calma)

Nós chamamos eles de ‘estudos de mestres’ (ou ‘masters studies’) e eles são basicamente pegar um desenho ou pintura de um cara morto e fazer o seu melhor para recriá-los (como esses dos exemplos). Aqui tem um vídeo explicando tudo o que você pode aprender sobre esses estudos.

Agora, não me entenda errado. Existem muitos outros exercícios que são de ótima prática (auto-retratos, paisagens, etc). Mas estes dois irão você levar bem longe. Seja você um iniciante ou alguém que vem fazendo arte por uma década ou duas.

#21 DIAS

O último passo é engraçado e talvez um pouco assustador. Responsabilidade pública! Para muitos de nós, precisamos do medo da vergonha e fracasso para nos encorajar a dar o primeiro passo em fazer algo.

Então, conte a seus amigos que está fazendo isso. Para todos que estão online. Todos no twitter e facebook (e até na vida real se isso não for muito assustador).

Eu (Noah) fiz isso e passei 21 dias fazendo isso (veja o resultado no final da página no link original aqui).

AVISOS IMPORTANTÍSSIMOS (NÃO CONTINUE SEM LER ANTES)

1 – É importante ter em mente que essa evolução nos 21 dias de prática é única e exclusiva para si próprio. O que eu quero dizer com isso? Que não podemos achar que 21 dias depois estaremos com um trabalho como o do próprio Noah, ok? Aí entra uma outra questão importante: não devemos nos comparar com os outros. Devemos analisar essa evolução de acordo com o atual nível de cada um;

2 – Para podermos praticar essas observações, precisamos aplicar minimamente o conceito das medições, usando linhas guias, comparando áreas numa imagem (como a ilustração abaixo). Sem isso, como o Anthony Jones diz num vídeo chamado “How to Study” é como querer levantar um peso de 100kg sem nunca ter levantado pesos de 1kg e ir progredindo. (também vai ficar pra um próximo post).

Ou seja, existe uma certa regra que precisa ser seguida, principalmente para quem nunca desenhou, pintou, etc, ok? Frustração faz parte do processo, mas se não aplicarmos algumas das regras iniciais do jogo, simplesmente não conseguiremos ‘brincar’ com ele.

E AGORA?

Agora, é praticar e estudar! O que achou desta matéria? Será que 21 dias é suficiente para você melhorar ou realmente criar o hábito pra isso?
Esta matéria é o início de uma série de posts que farei sobre o assunto.

E se a gente combinasse e fizesse isso juntos, 21 dias seguidos?!

Acompanhe a página e o grupo do Pintura Digital no Facebook e fique de olho nos próximos posts. 😉